christian camilo - camiloart

Sou um fã assíduo do Lenswork e dos poéticos podcasts de Brooks Jensen.
Um dos últimos que realmente me chamou a atenção foi o destaque dado ao trabalho do fotógrafo Roman Loranc.

Quando falamos de fotografia e do ato primário de fotografar levamos em conta diversos fatores técnicos como a câmera usada, filme, sensores, lentes de ampliação, controles de exposição…etc. Tudo isso se apresenta ao fotógrafo como uma maravilha de escolhas e experiências, contudo, assim que as escolhas técnicas são definidas, sobram apenas três elementos fundamentais: “A coisa”, a luz e o ar.

“A coisa” faz referência ao elemento que desejamos fotografar. O sujeito, a paisagem….. aquilo para o que apontamos nossa camera e que de certa maneira preenche a fotografia com um tema. A luz tem seu papel fundamental na fotografia…. claro. Observando as fases da luz do dia em uma paisagem podemos determinar o melhor momento para realizar uma foto. Em estúdio por exemplo existem diferentes modos de manipular a iluminação para a produção de um resultado mais dramático, mais leve, mais contrastado.

O interessante é que o ar é um elemento fundamental para o tipo de luz que observamos. Dependendo do dia, da presença de poeira ou de partículas de água, podemos ter um tipo de cor mais realçado (dias nublados são mais azuis – cinzas) ou um tipo de luz mais difusa. Podemos dizer que a luz é diferente todos os dias.

Roman Loranc

Roman Loranc

Roman Loranc é um fotógrafo  que marca seu estilo captando a influência do ar na luz. Suas imagens, fotografias preto e branco produzidas com camera de grande formato, retrata paisagens e possuem como componente principal a relação da luz com o ar.

Sair bem cedo ou ao final do dia pode oferecer a melhor oportunidade para registrarmos por exemplo a neblina ou a poeira no ar. Dias nublados também trazem muita dramaticidade para a fotografia. Vamos convir, que um céu limpo, é bem mais confortável e fácil de fotografar…por isso muito comum em imagens.

Abaixo posto algumas fotografias que fiz com a intenção de capturar a relação do ar com a luz. As nuvens se apresentam como o grande personagem desse tema em minhas fotos….talvez tenha que enfrentar o sereno (e minha rinite) algum dia, para quem sabe capturar a beleza da neblina em alguma paisagem.

Itu - 2014 - poeira e luz difusa © christian camilo

Itu – 2014 – poeira e luz difusa © christian camilo

Raios de luz em particulas de nuvem © christian camilo

Raios de luz em particulas de nuvem
© christian camilo

Piracaia - 2014 - o sol e a poeira.  © christian camilo

Piracaia – 2014 – o sol e a poeira.
© christian camilo

Nuvens - Campinas - 2014 © christian camilo

Nuvens – Campinas – 2014
© christian camilo

 

Leave a Reply

FacebookTwitterGoogle
@