christian camilo - camiloart

Se você ama foto de paisagem com certeza adora visitar muitos lugares diferentes carregando sua câmera pra cima e pra baixo! Eu sou uma desses que adora se perder na natureza e encontrar locações que inspirem nosso espírito e nosso olhar fotográfico.

Para fazer uma bela foto de paisagem já deve saber que apenas “clicar” não é suficiente. O modo automático nas câmeras e celulares simplesmente não conseguem transmitir aquilo que vemos em 99% das oportunidades.

Abaixo vou listar algumas dicas e conceitos que uma vez dominados podem te ajudar a conseguir a produzir uma fotografia de paisagem digna de impressão e de compartilhamento com os amigos.

1 – Selecione uma abertura de lente intermediária

Ancash – Paron – Olympus OMD EM5 – F/5,6

Um dos grandes diferenciais da foto de paisagem é conseguir produzir uma imagem com um interessante nível de detalhes e foco. A profundidade de campo é um dos valores da fotografia intimidade ligados a escolha de abertura da lente. Defina um valor entre F/8 e f/12 de abertura. Existe um ponto ideal dependendo do tamanho do sensor de sua câmera: câmeras cropadas tem seu ponto ideal entre F/6.3 e F/8. Já cameras com sensores full frame podem ser configuradas com aberturas entre F/8 e F/11.

No meu caso, uso uma Olympus EM5 mark II e meu sensor é um pouco menor que o cropado. Por essa razão já tenho muita profundidade de campo em valores baixos como F/4.5 (sensor micro 4/3) na lente 12mm.

Existem casos quando queremos compor uma fotografia com muitos elementos em diferentes distâncias. A abordagem nesse tipo de situação pode variar bastante dependendo do efeito desejado.

Se você busca o máximo de detalhes sugiro que feche um pouco mais a lente para valores que podem chegar até F/16. Já se quer valorizar um objeto ou elemento no primeiro plano da foto e desfocar o fundo, os valores de abertura de lente vão girar próximos de F/2.8

2 – Busque o melhor horário de luz

foto de paisagem
Pastoruri – Olympus OMD EM 5 – 12-32mm Lumix

Fotógrafos costuma a citar o “horário de ouro” como o momento ideal para fazer lindas fotos de paisagem. A luz logo no nascer do sol e nas horas que antecedem o fim do dia é difusa, suave, e traz um calor muitas vezes dramático ou romântico dependendo do contexto, da quantidade de nuvens, da posição da câmera em relação a luz.

É possível fazer boas fotografias em outros horários do dia, mas as mais raras e poéticas são as imagens que trazem a luz como um elemento de contraste pontual na cena. Em situações de sol a pino pode valer a pena buscar feixes de luz, posicionar-se entre arvores ou esperar alguma nuvem bloquear o sol deixando sua luz mais suave.

3 – Escolha um ISO baixo

foto de paisagem
Olympus OMD Em5 – Iso 200 – Lente 12-32 Lumix

Uma maneira de garantir o máximo de qualidade de imagem e detalhes é definir um valor de ISO baixo, que consiga lhe dar apoio de abertura e tempo de exposição necessários. Um valor baixo de ISO garante que você não tenha aquele ruído indesejado na imagem e aumenta seu potencial de resolução de imagem. Valores entre 100 e 400 geralmente dão conta de um belo resultado. Mas se em algum contexto você tiver que subir para valores mais altos de ISO para garantir valores superiores de abertura e tempo de exposição, faça isso!

Se você tem dúvidas sobre como controlar o triangulo de exposição (abertura, ISO e tempo de exposição) deixo como sugestão o guia gratuito que elaborei e também meu curso online Captura e Processo.

4 – Use um tripé quando for necessário

Foto de Paisagem
Pastoruri – Olympus OMD EM5 – Lente Lumix 12-32mm

Com seus valores de ISO e abertura de lente definidos você pode deixar no modo de prioridade de abertura (Av ou A). A câmera automaticamente irá escolher o tempo de exposição adequado para a fotografia da cena. Contudo, pode ser que sua fotografia esteja saindo tremida e você nem tenha se dado conta disso. É bom prestar atenção aos valores de tempo de exposição que a câmera está definindo e a relação desse valor com a lente usada.

Se você está usando uma 50mm o mínimo de tempo de exposição adequado para congelar a imagem seria 1/50. Qualquer valor abaixo disso, como 1/40, indica grande probabilidade de sua foto sair tremida. Caso esteja com uma 12mm sua margem é um pouco maior. Nesse caso seria possível ter uma fotografia bem congelada com 1/20. Mas atenção, esses valores de tempo de exposição não garantem resultado para pessoas que acham a câmera muito pesada para segurar ou que sofrem com algum dor na mão. Busque um tripé sofre com alguma dessas condições. O tripé deve ser forte para o peso da sua câmera com a lente, para garantir estabilidade e segurança do equipamento.

5 – Use um filtro polarizador

O filtro polarizador pode ser encaixado facilmente na maioria das lentes de câmeras DSLR. Seu propósito é o de reduzir a luz refletida de pedras e de água, trazendo mais detalhes e profundidade para a fotografia. O azul do céu também fica com uma cor mais viva! O uso do polarizador é bem simples: ao encaixar basta gira-lo que você observará alterações de contraste na cena observada. Além de tudo isso o polarizador protege sua lente de poeira e arranhões.

Infelizmente não é possível encaixar polarizador em celulares mas você tentar segurar um “óculos de sol” na frente da câmera de seu smartphone para um efeito semelhante.

6 – Ponto de foco e proporção de escala

foto de paisagem
Infrared series – Ancash – Lumix GF3

Montanhas, por do sol, colinas, são bonitos mas precisam de algum elemento na cena para expressão de sua grandiosidade. Qualquer coisa pequena pode ajudar a expressar melhor essa cena: pessoas andando, árvores, um cachorro, um galho, um barco, qualquer elemento que agregue dimensionalidade e que chame o olhar ajudará muito na expressão da foto de paisagem.

7 – Lente tele-zoom

foto de paisagem
Ancash – Olympus OMD EM5 – lente 75-300

Por mais que a maioria dos fotógrafos desejem uma lente wide, grande angular, para realizar foto de paisagem, considero que a lente zoom é mais dinâmica e poder lhe entregar uma grande quantidade de variações e composições de uma cena. A tradicional 24-70 para câmeras Full Frame seria ideais se não fossem muito pesadas para muitos. Mais uma das razões para amar o meu sistema de lentes da Olympus OMD. Em viagens, escalando montanhas e fazendo tracking consigo carregar duas lentes versáteis que me entregam tudo que preciso: A lente wide que uso é a 12-32 lumx que pesa quase 700 gramas. E a tele-zoom 75-300 pesa somente 400g. Tenha em conta o peso dessa opção tele-zoom para sua câmera, mas se conseguir carrega-la conseguirá compor muito mais fotografias em sua viagem.

8 – Dicas de preparação para sua foto de paisagem

Conheça sua câmera: Independente se estiver com um celular, uma câmera compacta ou uma DSLR, viagem preparado conhecendo tudo sobre seu equipamento. Não arrisque perder momentos por simplesmente não saber como utilizar os recursos da camera que está carregando.

Use a cena automática de paisagem: Se você não sabe usar sua câmera ou se ela não oferece controles de exposição, deixe a configurada no modo automático de paisagem. Nesse modo ela irá definir os valores ideais de abertura, tempo e ISO para este tipo de fotografia.

Pesquise sobre seu destino: Busque informações de logística, culturais, e até mesmo de segurança para conhecer bem o destino que deseja. Pesquise o trabalho de outros fotógrafos que conhecem a região pois isso pode abrir as possibilidades criativas e lhe dar mais idéias de locações na região.

Planeje a foto: Se puder invista tempo explorando a mesma locação em dias variados para conhecer qual a posição ideal, e em qual horário você conseguirá o melhor resultado. A maioria das pessoas não investiga a locação ou não se dedica a conhecer profundamente todo potencial que um local pode oferecer.

Leave a Reply

FacebookTwitterGoogle
@
%d bloggers like this: